Vera Cruz: Ane evidencia fragilidades da atual gestão e grupo de Vinícius começa a sentir o baque

Bastou aparecer uma nova pré-candidatura majoritária em Vera Cruz para o grupo político liderado pelo prefeito Marcus Vinicius começar a dar sinais de fragilidade. Com o surgimento do nome de Ane Sales no páreo, o atual gestor notou que sua equipe não tem solidez, tanto que importantes lideranças – inclua-se vereadores de mandato – que estão na base já começam a pensar em debanda.

Além disso, a pré-campanha de Ane Sales tem incomodado Vinícius expressivamente, porque a ela tem levantado discussões sobre a cidade e começou a provocar a população a refletir sobre uma “falsa aparência” positiva da atual gestão. As pessoas começam a notar que o governo comandado por Vinícius possui fortes fragilidades, principalmente quando se refere aos indicadores sociais, a exemplo da Educação, Saúde e combate a pobreza, que não avançaram nesses quatro anos. A aposta do prefeito sempre foi o marketing, focando na ampla divulgação de algumas obras. E a publicidade, realmente, tem um efeito indescritível na mente das pessoas. No início a sociedade se encantou com a aquele volume de anúncios. Mas chegado ao último ano da administração, nota-se que as obras não têm solidez. Nem mesmo o marketing faz milagre com “obra sonrisal”.

A análise deste blog não pretende dizer que o Vinícius está destruído politicamente, longe disso. Mas está cada dia mais claro que a sua fama de excelente gestor imbatível está caindo por terra.

Equipe de Fabíola é especialista em derrotar gestão “espuma” – Esse cenário de Vera Cruz pode ser uma nova versão do que aconteceu em Irecê na eleição de 2016, quando a equipe de Fabíola Mansur apostou na candidatura do seu aliado Elmo Vaz para enfrentar o prefeito Luizinho Sobral, então considerado imbatível. Luizinho tinha quase 80% de aprovação, enquanto Elmo não alcançava sequer 3% das intenções de voto do eleitorado. Luizinho, jovem, com pinta de galã, que adorava um vídeo na rede social, fazia chacota da candidatura de Elmo. Mas ele não sabia que o PSB de Fabíola montou uma forte estratégia e já havia notado que a gestão da época possuía fortes fragilidades mas que a população estava sendo confundida pelo poderoso marketing de Luizinho. Elmo comseguiu mostrar que as pessoas estavam sendo atraídas pelo canto da sereia. O resultado: Elmo Vaz se elegeu prefeito, num fato que foi a grande notícia da política da Bahia.

A política é como nuvens. Em segundos todo desenho se modifica e somente quem tem sensibilidade consegue notar.

Leia a anterior

Camaçari: Boulevard Shopping reabre nesta segunda-feira (27)

Leia a próxima

Quem estará ao lado de Dailton na chapa? Marden diz que escuta ao cidadão que vai definir

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *