Secretário Alberto Pimentel tenta diminuir desgaste e acaba passando saia justa em camarote

Convocado para prestar esclarecimentos no plenário da Câmara Municipal de Salvador (CMS) sobre um ocupante de cargo de confianca na Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) acusado de agressão a uma ex-mulher, o secretário Alberto Pimentel passou maus bocados durante visita ao camarote da CMS, no circuito do Campo Grande, na tarde de segunda-feira (04).

Acompanhado pelo secretário de Comunicação da Prefeitura de Salvador, Pacheco Maia, Pimentel foi ciceroneado pelo vereador Alexandre Aleluia (DEM) que tentava diminuir a impopularidade do secretário com seus colegas vereadores. Alguns integrantes da base do prefeito faziam as gentilezas e até posavam para fotos com o mandatário da Semtel, como o mesmo entitulou-se em entrevista na sua chegada. Afoito perguntava se os edis “precisavam de alguma coisa” na tentativa de desfazer as reclamações de que não estaria disponível na Semtel para atender aos vereadores.

O momento mais desconfortante foi na chegada do presidente da CMS, Geraldo Junior (SD) que estava acompanhando do secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa e do comandante geral da Polícia Militar, Anselmo Brandão, além de outras autoridades policiais. Pimentel retirou-se do reservado do camarote e em outro momento foi trazido à presenca do presidente e seus convidados. Jornalistas e outros convidados percebiam o desconforto e nervosismo do secretário diante de Geraldo Junior e do vereador Carlos Muniz (Podemos), este último, ferrenho defensor da convocação de Pimentel.

Retirado da sala reservada, Pimentel seguiu com seus assessores. Vereadores presentes falaram à nossa reportagem que a visita não diminuiu a expectativa dos questionamentos que serão feitos no próximo dia 13. “Cumprimento gentilmente esse secretário como qualquer pessoa. Hoje é dia de festa e no dia 13 espero a presença dele para ser questionado e esclarecer o que a cidade exige saber”, disse o vereador Carlos Muniz.

Vereadores da base governistas ouvidos pelo Diário da Metropolitana apontavam que a operação de suavizar a imagem piorou ainda mais a situação de Pimentel na CMS.

 

Leia a anterior

Samba contagia público de todas as idades no Carnaval em Lauro de Freitas

Leia a próxima

BA-526: Bahia Norte registra acidente após tentativa de travessia irregular nesta quinta-feira (07)

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *