PT de Candeias na lona eleitoral

O Partido dos Trabalhadores em Candeias, vive uma verdadeira crise existencial e de representação desde que o secretário de Estado, Carlos Martins, assumiu como presidente.

Com a pior votação de todas as legendas que participaram nas eleições de 2020, o PT obteve apenas com 1.029 votos, com 12 candidatos a vereador.

Após as eleições, alguns candidatos e membros dos diretório reclamam da falta de diálogo do presidente com o partido.

Para indicação do secretariado e os cargos, Martins impôs o nome do secretário municipal de Trânsito e Transporte, Emerson Nino, sem haver nenhum diálogo no diretório, alegando que se não fosse Nino, como é conhecido, ele romperia imediatamente com a gestão municipal que tem Marivalda como vice.

Alguns candidatos a vereador, dizem que ainda não foram chamados para conversar, mesmo com os cargos sendo nomeados pela cota partidária.

Para muitos, Carlos Martins, piora a situação interna do partido cada vez mais e coloca em risco até uma possível candidatura de Marivalda para o executivo de Candeias em 2024.

Já o vice-presidente do PT, Junior França, que não apoiou nenhum dos candidatos do partido, pediu afastamento do cargo, o que aumenta a crise interna do partido. Fontes ligados aos membros do partido, dizem que é um alívio a saída de Junior deste cargo.

Leia a anterior

Entrevista: Marden Lessa fala sobre projetos, “secretários de fora” e futuro político

Leia a próxima

Candeias: Município cumprirá toque de recolher do Estado; outras medidas serão tomadas

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *