Presidente do PTB afirma que todos vereadores assinaram petição suspeita. Juscelino, Val e Kikito negam. Jodiane silencia

O silêncio da vereadora Jodiane de Jajai (PTB) acerca do episódio de suspeita de falsidade documental na petição enviada ao Ministério Público da Bahia (MP/BA) pedindo a prorrogação do impedimento temporário do prefeito afastado Jeferson Andrade (PP) tem irritado a população de Madre de Deus.

O envolvimento dos nomes de dois destacados agentes públicos do Município – a servidora concursada da Câmara Municipal de Madre de Deus, Janete Kotula, e de Robemácio Cerqueira de Jesus, Secretário Municipal de Desenvolvimento Social – tem intrigado diversos atores do cenário político e deixado margens para interpretações.

Os vereadores Kikito Tourinho (PTB), Juscelino (SD) e Val Peças (PSB) afirmam que as assinaturas foram inseridas sem autorização e que os mesmos não assinaram de próprio punho no documento. Durante a sessão legislativa na última terça-feira (27), a petebista Jodiane de Jajai preferiu exaltar qualidades da candidatura apoiada por ela e esquivou-se totalmente de falar sobre o assunto apesar dos questionamentos feitos pelos seus pares.

Mas, nas redes sociais, o presidente do PTB local – partido da vereadora Jodiane – parece atestar que a mesma assinou o documento. Em diálogo travado com moradores, Anderson Andrade aponta: “Os vereadores assinam e depois se arrependem. Algo aconteceu para desistirem...”. Diante da negativa dos demais signatários restou a interpretação de que a petebista assinou o documento ou autorizou a inserção de sua rubrica na petição que aponta seus pares como beneficiários de um esquema de corrupção.

O Diário da Metropolitana garante o espaço para as considerações e contraditórios por parte da vereadora e dos demais personagens apontados nesse episódio.

Leia a anterior

COFEN rejeita recurso da chapa 2 e eleição do COREN-BA terá apenas dois grupos na disputa

Leia a próxima

Família de vítima busca paradeiro de suspeito de feminicídio ocorrido em Salvador

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *