Madre de Deus: vereadores, suplentes e partidos declaram independência e reforçam forças aliadas ao Beija Flor

A data magna da Bahia que relembra a verdadeira independência do povo brasileiro emoldura a política de Madre de Deus. Ao nascer do sol do 02 de julho, sete vereadores decidem resistir ao que se tornou o reinado do prefeito Jailton Polícia (PTB). Junto com seus novos asseclas, súditos e divertidores da Corte, o atual prefeito parece caminhar para ver seu trono ruir assim como o antecessor e agora, seu novo aliado Jeferson Andrade (PP).

As mudanças dos prazos eleitorais em 2020 aumentarão a agonia do grupo (?) de Jajai que além de Jeferson, ainda conta com Nita e o deputado estadual Niltinho (PP), este último em crescente desaprovação na cidade.

A governabilidade de Jailton que até pouco tempo era satisfatória agora sofre um revés como em outrora sofreram os portugueses nas águas da Baía de Todos os Santos. No plenário da Casa Legislativa, sete vereadores decidiram pela independência e um oitavo mandato caminha para se juntar as forças aliadas do “Beija Flor” Dailton Filho (PSB).

Nas redes sociais, o pré candidato Dailton publicou imagem de uma reunião com Juscelino (SD); Paulinho, Joyce e também Claudson Nunes, presidente do Republicanos; Val Peças (PSB), Pastor Melk (SD), Kikito (PTB) e Marden Lessa (PSB) em conjunto com os suplentes Gilvan Valadão (SD), Lindivaldo (PSB) e Mirlene Dourado (SD) e também o presidente do SD Amilton Pereira juntos. A resistência em Madre de Deus se transformou na maior força política.

Além da queda – falta de apoio na Câmara -, o coice é a altíssima aceitação de Dailton que ainda arregimenta também os três suplentes mais votados nas últimas eleições. Se não fosse o adesismo de oportunidades, o prefeito só teria uma bancada composta pela vereadora e primeira dama Jodiane (PTB).

Triste fim de um governo que poderia ser transformador e agoniza em contagem regressiva. Como fizeram as tropas portuguesas que oprimiam os brasileiros, recuar e deixar o povo vencer é a melhor alternativa ou aquela que restará.

Leia a anterior

Dnocs deve ceder área própria para prática de esportes em Serrolândia

Leia a próxima

M.de Deus: Prefeito “desfaz” da própria palavra e utiliza partido para anunciar seu desejo de reeleição com apoio de ex-desafetos

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *