Madre de Deus: Presidente Paulinho de Nalva recebe duras críticas do vereador Val Peças

A gestão do presidente Paulinho de Nalva (PRB) volta a ser alvos de duras críticas feitas pelos colegas vereadores na Câmara Municipal de Madre de Deus. Acusado por alguns de seus pares pelo que consideram como uma manobra centralizadora e de isolamento, o edil teve que ouvir na última sessão ordinária, os ataques disparados pelo vereador Val Peças (PSL).

Com um discurso contudente que inicialmente criticava a gestão do prefeito Jefferson Andrade (DEM), o vereador do PSL falou sobre a falta de auxílio para moradores mais pobres da cidade em relação aos cuidados com a saúde. Cobrando mais atitude dos seus pares, Val credita que a omissão da Casa Legislativa ao presidente Paulinho de Nalva. “Paulinho a gente te elegemos, pra essa casa ter mais postura [sic]. E vossa excelência junto com Jodiane e Joyce foram e deram 100% de remanejamento. Então, senhores e senhoras, essa Casa aqui tem que ter respeito mesmo. Eu nem vim para sessão, que não adianta muitas vezes vir aqui pra debater…”, declarou em tom contundente.

As críticas à Paulinho de Nalva seguem sendo feitas pelos seus colegas no plenário em plena direção das sessões. Inicialmente o vereador Marden Filho de Tutuca (PCdoB) acusou o atual presidente de ter implantado uma política de isolamento da bancada oposicionista e dos vereadores independentes. O vereador Juscelino Silva (PPS) cobrou autonomia do Poder Legislativo em relação ao Executivo Municipal. Outro firme crítico tem sido o vereador Kikito Tourinho (PPS) que em toda sessão sobe o tom na direção do respeito que os vereadores devem ter com os cidadãos de Madre de Deus.

O vereador Paulinho de Nalva (PRB) não respondeu aos contatos feitos pela nossa reportagem.

Leia a anterior

Madre de Deus: vereador Juscelino Silva cobra atitude e autonomia do Legislativo municipal

Leia a próxima

Salvador: Pessoas com autismo terão acolhimento individualizado no HMS

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *