Cozinha Comunitária de Itinga comemora mais de 100 mil refeições servidas em um ano

 Cozinha Comunitária de Itinga comemora mais de 100 mil refeições servidas em um ano

“Não são todos os dias que temos condições de comer em casa. Aqui na Cozinha Comunitária a gente come bem por dois reais”, relatou Maria Dionísia Sacramento, 70, moradora da Chácara Thaity, Itinga – comunidade onde está localizada o equipamento que nesta quarta-feira (27), completou um ano de funcionamento e já serviu 100.800 refeições. O equipamento atende trabalhadores de baixa renda, idosos, desempregados e pessoas em situação de vulnerabilidade. A banda da Base Aérea de Salvador e os corais do Profesp e Projeto Vida, encantaram o público.

Feliz pelo serviço social executado com qualidade, a prefeita Moema Gramacho destacou que o seu trabalho é fazer melhor para quem mais precisa. “Esta Cozinha faz parte do Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, criado graças ao governo Lula e Dilma. Mais uma vez estamos nos credenciando entre os municípios que mais investem na segurança alimentar do Brasil”, enfatizou. O equipamento construído na sua segunda gestão (2012) com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social, ficou parado durante quatros anos na gestão anterior, até ser recuperado e inaugurado na atual administração.

Na Cozinha Comunitária de Itinga são servidas diariamente 200 refeições acompanhadas de suco e sobremesa a R$2,00, no almoço, e 200 sopas a R$1,00, das 16h às 18h, no jantar. A nutricionista de Segurança Alimentar do Município, Sheila Barros, destacou para os comensais que o acesso à alimentação adequada é um direito humano, como regido pela Lei Orgânica nº 11.346. Parte da política de segurança alimentar municipal, a Cozinha é vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc).

Rede Alimentar – Além da Cozinha Comunitária, o município conta com uma rede de equipamentos que compõem o Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional. Fazem parte o Restaurante Popular, servindo 3 mil pratos por dia de acordo as regras da boa alimentação em quantidade, qualidade, adequação e harmonia de sabores e nutrientes, a Cozinha Comunitária de Portão que funciona desde 2007 com produção de refeições e lanches para público específico do CRAS e CREAS e entrega uma média de 100 mil refeições por ano, e o Banco de Alimentos de Portão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.