Antes de mim quem administrava a cidade era um médico, mas a saúde ia de mal a pior, afirma Dinha sobre chapa adversária em Simões Filho

Após ter a sua candidatura a prefeito oficializada pelo MDB, o prefeito de Simões Filho, Dinha Tolentino, tem deixado claro a sua preocupação com aquilo que ele define
como a “volta do retrocesso a cidade”.

De acordo com o atual gestor, o seu antecessor, que administrou a cidade de 2013 a 2016, deixou o município em condições precárias, inclusive, com uma dívida de quase 350 milhões, o que impedia a captação de recursos para realizar projetos.

“Nesses três anos e nove meses de gestão, mesmo tendo que administrar essas dívidas deixadas pela gestão anterior, não abandonei a nossa população. Fui pra cima, principalmente na área da saúde, onde hoje somos referência no que diz respeito ao atendimento neonatal”, afirma Dinha.

Entre os anos de 2013 e 2016, os moradores de Simões Filho não se sentiam seguros em deixar os seus filhos nascerem no município por causa das condições precárias que se encontrava a maternidade.

“Antes de mim quem administrava a cidade era um médico. Por isso, fiquei surpreso quando vi a situação que ele deixou a saúde do município. Mas chegamos e, com trabalho sério, ampliamos e reestruturamos a maternidade. Também passamos a realizar partos mais humanizados, com acompanhamento prévio das gestantes, sala de vacina e emissão da certidão de nascimento do bebê”, explica Dinha.

*Saúde Básica*
O atual gestor ainda destaca que após reorganizar as contas do município foi possível oferecer a população exames de média e alta complexidade em 18 especialidades.

Também ampliou as equipes de Saúde da Família e praticamente dobrou a capacidade de atendimento. Ao todo são sete novas equipes, garantindo a cobertura de atendimento para mais de 60% da população.

O atendimento básico de saúde em Simões Filho também ganhou reforço com a implantação de cinco novas Unidades de Saúde.

Leia a anterior

Madre de Deus: Ocupação de leitos Covid-19 cai e prefeito faz dispensa de licitação para montar hospital de campanha

Leia a próxima

Socialistas de Salvador pretendem ampliar bancada com jovens candidatos

Deo seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *